Acessibilidade ao Reino de Deus

17/08/2009

1
Artigo escrito pelo Pr. Martim Alves da Silva

Jesus veio ao mundo proclamando a mensagem do Reino de Deus, dizendo aos homens que empregassem esforços para entrar nesse Reino. Era a razão principal da vida e do ministério de Jesus. O Reino de Deus compreende todo espaço do seu domínio. É aonde a vontade de Deus é realizada na sua plenitude. O homem deve buscar esse Reino, como uma forma de viver melhor em todas as suas dimensões. Jesus disse: “Mas, buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6.33).

Li, ultimamente, um artigo sobre o Reino de Deus e achei bem interessante repassar para os nossos leitores, somente uma parte que trata das condições e regras para se entrar nesse Reino maravilhoso. Diz: – O primeiro ponto essencial para o cidadão do Reino: HUMILDADE, reconhecimento de que se está sem Deus e reconhece isso. Reconhecer as próprias misérias e pedir a graça de Deus: Segundo passo, ARREPENDIMENTO, mudança de direção. Os que choram são consolados com o perdão dos pecados. Chorar não somente pela própria condição, mas da condição dos demais que não conhecem a Jesus. Terceira condição para habitar no reino dos céus. MANSIDÃO. Submissão e sujeição à autoridade de Cristo. Não é fraqueza, mas força para sujeitar-se. Muitos têm poder para tudo, menos para obedecer, ser manso. FOME ESPIRITUAL, fome e sede espiritual. Desejar o governo de Deus com sua justiça. Isso é só para os que deram os passos anteriores.

Outra lei do reino: MISERICÓRDIA. Trata-se de bondade, simpatia, de compreensão e serviço ao próximo. Está fundamentada na lei da semeadura. Sexto ponto indispensável para o cidadão do reino. PUREZA, santidade; somente os santos verão ao Senhor. PACIFICADOR – Aquele que faz a paz do homem com Deus e de homem com homem. O contrário do espírito de confusão, belicoso. Somente pode ser pacificador aquele que tem vida reconciliada com Deus. Não está sob influência de espírito de confusão. Paz interior. Viciado em confusão. O reino de Deus é para aqueles que sofrem vergonha, perseguição, mentiras e maldades por causa da justiça e do Senhor.

Assim sendo, o acesso ao Reino de Deus é para todos, mas os critérios estão estabelecidos pelo Senhor Jesus que disse: “Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus” (Mt 5.20); e acrescentou: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus”(Mt 7.21). Portanto, para ter acesso ao Reino de Deus é necessário, não só o conhecimento das reais condições, mas vivê-las intensamente no relacionamento como Deus e os homens.

Fonte: http://admossoro.com/artigos.php?id=77

Anúncios

Ana Paula Valadão protesta contra o “evangelho” da prosperidade

16/08/2009

Jesus é muito mais importante do que uma casa própria, um carro do ano, um emprego, uma cura… muito mais do que a nossa própria vida!


Faz um milagre em mim!

14/08/2009

Outro dia ouvi de um amigo crente a seguinte afirmativa: – “Não se pode mais cantar o hino Faz um Milagre em Mim (Regis Danese)!” Na hora não entendi a razão da proibição de se louvar ao Senhor com o dito hino.

Estando navegando no cyber-espaço na manhã desta sexta-feira (14), deparei-me com o supracitado hino sendo veiculado na rádio web oficial da CGADB – Órgão maior da instituição assembleiana no Brasil – a rádio CPAD. Aí surgiu a pergunta: Pode ou não pode!?

Em termo analítico, chego à conclusão que, a CGADB é maior do que a congregação local, pois é de lá que partem as diretrizes que regem as Assembléias de Deus no Brasil. Então, se CGADB toca…

É certo que por tudo que já ouvi e li, realmente há algumas incoerências teológicas na letra da canção, mas como exigir dos crentes conhecimento teológico para discernir o teor compositivo de uma música se os nossos lideres (boa parte deles) ainda tem uma visão deturpada quanto à teologia, e por incrível que pareça, a maioria nem teologia conhece.

Há ainda outro grupo, obreiros formados teologicamente, porém contrários quanto à prática docente e discente da teologia.

Isto soa como uma tentativa de restringir a informação, coisa que ao meu vê é impossível, visto que atualmente a informação é livre, descentralizada e global, acessível a todos quanto desejem possuí-la.

Observe que não sou defensor do cantor ou da música em questão, porém defendo o direito à liberdade, pois é constitucional. Quanto a proibição, se faz necessário esclarecer a razão doutrinária do “não pode”, pois biblicamente era assim que os cristãos bereanos faziam, analisavam tudo à luz das Escrituras.

Argumentar com clareza, com lucidez e embasado SEMPRE nas Escrituras, pois elas falam muito  mais do que a voz de qualquer um de nós!


Por que somos tentados?

12/08/2009

“O evangelista Moody nos conta a respeito de um negro crente nos Estados Unidos. Era um escravo. Um dia acompanhou o seu patrão na caça aos marrecos. Este era incrédulo e incomodava-se com o escravo tranqüilo e piedoso. No caminho zombava:

— Quando me falaste, uma vez, do teu Jesus, também disseste que eras tentado fortemente por Satanás. Não entendo bem isto. Eu, que dizes ser um incrédulo, pertenço, portanto, ao Diabo. Mas ele não me molesta. Nosso irmão negro pediu intimamente ao Senhor Jesus por sabedoria, para que pudesse responder acertadamente. Antes que pudesse fazê-lo, passou um bando de marrecos. Seu patrão atirou, e alguns foram alvejados e caíram.

—  Rápido — ele ordenou. — Apressa-te para pegar os marrecos que ainda vivem, porque podem escapar; os mortos podes deixar, estes já peguei de qualquer forma.

O escravo executou a ordem e voltou com alguns marrecos que ainda esperneavam. Então disse ao seu patrão:

— Senhor, há pouco perguntaste por que o Diabo me tentava e não a ti. Acredito que tenhas, há pouco, ordenado exatamente aquilo que o Dia­bo ordena a seu auxiliar, sobre ti.

— Rápido, apressa-te e traze os ainda vivos; os mortos tenho de qual­quer forma.

Essa história mostra que as tentações atingem todos os crentes sinceros, pois eles estão vivos. É com esses que o Diabo está preo­cupado, pois sua missão é roubar, matar e destruir (Jo 10.10).

Texto extraído do livro Adolescentes S/A – CPAD, 2005.


Dr. Morris Cerullo, Pr. Silas Malafaia e a Unção Financeira

10/08/2009

Filho eu quero que tu digas ao meu povo, nestes últimos dias, eu tenho uma unção especial que eu vou liberar sobre o meu povo, algo que nunca jamais fiz antes, eu vou liberar sobre eles uma “unção financeira[…]” (Morris Cerullo).

“Não desprezeis as profecias. Examinai tudo. Retende o bem.” 1Tessalonicenses 5.21,22

Cabe a vocês leitores o julgamento.