Globo versus Record

17/08/2009

Os ataques global contra a Igreja Universal do Reino de Deus – IURD – desencadearam um histórico conflito midiático sem precedentes no país. O fato já é tema de fervorosos debates acadêmicos entre os comunicólogos de todo o Brasil, pois não se trata de uma “guerra santa”, como alguém está a pregar, porém de uma investida global contra a Rede Record, devido sua avassaladora expansão no cenário de entretenimento televisivo e o crescente faturamento publicitário da emissora paulista.

Não é novidade o crescimento administrativo e cumulativo da Rede Record, os cursos de Administração, Comunicação e Marketing vem desde alguns anos vem estudando o modelo de expansão e sucesso da empresa do bispo Edir Macedo, a forma como ele adquiriu a emissora falida e a tornou a segunda maior do Brasil (“rumo à liderança”). O estrondoso e perturbador sucesso da Rede Record é reflexo do crescimento da Igreja Universal do Reino de Deus, desde 9 de julho de 1977, data da sua fundação, se tornando a terceira maior no país.

Segundo informações do IBGE, senso realizado em 2000, o número de evangélicos no país atinge a marca de 26 milhões de fiéis. Deste total, 74% concentram-se na Assembléia de Deus, Congregação Cristã no Brasil e IURD, que conforme fonte própria,  afirma possuir mais de 8 milhões de seguidores.

A IURD tornou-se fenômeno de massas, em 30 anos foi capaz de reunir fiéis ao redor do mundo, ingressar no cenário da política nacional, e movimentar a economia do país através de empresas como gravadoras, editoras, construtoras, rádios, televisões e Internet.

O bispo Edir Macedo é um dos empreendedores mais bem-sucedido desta geração, porém quanto às práticas da teologia da prosperidade e suas ramificações afirmo sua contrariedade à luz da Bíblia sagrada, todavia vale a pena considerar as armas desta guerra midiática observando o que foi veiculado pelos meios de comunicação. Veja abaixo o resumo da batalha travada em a emissora do bispo e a poderosa pratinada da família Marinha:

I- O Promotor

Este processo movido contra a IURD tem lances curiosos. O promotor do processo Roberto Porto é um velho conhecido dos noticiários. O promotor ficou afastado do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) de novembro de 2003 a abril de 2004, por causa da divulgação da gravação do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, reclamando do Regime Disciplinar Diferenciado na penitenciária de Presidente Bernardes. A entrevista foi levada ao ar pelo Fantástico da TV Globo. Coisa que não podia ter acontecido porque a entrevista foi gravada com uma câmera amadora, pelo próprio promotor com a história de que precisava para anexar ao processo. Veja notícia aqui.O promotor teve a desfaçatez de dizer que a matéria foi para a Globo por engano.

II- A Juíza.
A juíza titular da 9ª vara que recebeu e acatou o caso é Patrícia Alvarez Cruz, que misteriosamente se licenciou dando lugar a outro juiz dias antes de o caso ser apresentado em sua vara. Mais, esta mesma juíza foi mulher de Roberto Porto, coisa confirmada pelo próprio o que faria com que se ela recebesse o processo, pela ligação com o promotor, seria tudo muito suspeito. Mas, não continua suspeito??

III- O Caso.
O caso contra a IURD seguia em segredo de justiça até vazar exatamente na Globo. O repórter Rodrigo Vianna entrevistou o procurador Roberto Porto por telefone, Porto quase não falou nada, só dizia que ia saber se poderia falar, mas inexplicavelmente vazou tudo para a Globo.

A REDE GLOBO TEM TELHADO DE VIDRO?
A Rede Globo não deixa passar em branco uma noticia envolvendo um dito evangélico, e tiver um crente no meio pode ser num sitio isolado um caso de roube de galinhas que ela noticia no seu jornal principal, ao contrário se um evangélico faz algo de bom, de notório não sai uma linha, uma palavra. Bem ela acusa, mas tem a Globo moral para acusar?

a) A Praça Pública que a Globo se apoderou em São Paulo. Existe em São Paulo uma praça pública que a Globo se apropriou indevidamente da mesma, o terreno de 11. 618, 40 m, se localiza junto a sua sede paulista e é usada para seus funcionários fazerem exercícios, lá ninguém entra, tem vigia par impedir isso, e está cercada.

b) O empréstimo ilegal para o Projac. A compra e construção da área que hoje é o Projac foram feita com um empréstimo dos cofres públicos. Por ser concessão pública a Globo não poderia fazer tal empréstimo, mas misteriosamente a Caixa Econômica Federal deu. A Globo pagou já? Não sei.

c) A compra ilegal da TV Paulista hoje Globo São Paulo. Osvaldo Ortis Monteiro dono da TV Paulista vendeu a mesma a Vitor Costa. Mas o mesmo morreu antes de a transação ter sido concluída. O filho Vitor Júnior, assumiu o que não era seu e vendeu a Roberto Marinho. Mas, como você pode perguntar, para fazer isso não são necessários documentos? Sim, observe:

1- Os documentos eram falsos. As datas erradas, e dois dos que assinaram já estavam mortos.

2- Os documentos apresentam CIC de pessoas, mas em 1953 e 1954, não existia ainda o CIC.

3- A máquina de escrever, o tipo de letra que escreveu os documentos só foi inventada em 1970.

4- Em 2003 o Ministério Público mostrou que a documentação foi fabricada e a ação está correndo no STJ, misteriosamente demorando.

Sem falar no caso conhecido da manipulação das eleições no rio de Janeiro quando Leonel Brizola foi candidato em 1982, o famoso caso da Proconsult. Brizola foi tão caluniado pela Globo que ganhou na justiça o direito de resposta no Jornal Nacional onde Cid Moreira foi obrigado em 15/03/1994, a falar que a Globo era um veiculo manipulador e enganador, de braços dados com a ditadura e sem autoridade moral. Veja aqui o vídeo. E no empréstimo ilegal do BNDES para a Globo Cabo. Veja Aqui as noticias.

Não proponho julgamentos, cabe a Justiça brasileira examinar os fatos e definir a sentença aos culpados. Oremos para o retorno iminente de Jesus, enquanto eles se digladiam pelo domínio do mercado, “nós” vamos escapando dos holofotes da mídia.

Fontes:

http://www.youtube.com/watch?v=EuyfXUDT_V8

http://www.bdtd.ufpe.br/tedeSimplificado//tde_busca/arquivo.php?codArquivo=1872

http://gracaplena.blogspot.com/


Acessibilidade ao Reino de Deus

17/08/2009

1
Artigo escrito pelo Pr. Martim Alves da Silva

Jesus veio ao mundo proclamando a mensagem do Reino de Deus, dizendo aos homens que empregassem esforços para entrar nesse Reino. Era a razão principal da vida e do ministério de Jesus. O Reino de Deus compreende todo espaço do seu domínio. É aonde a vontade de Deus é realizada na sua plenitude. O homem deve buscar esse Reino, como uma forma de viver melhor em todas as suas dimensões. Jesus disse: “Mas, buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6.33).

Li, ultimamente, um artigo sobre o Reino de Deus e achei bem interessante repassar para os nossos leitores, somente uma parte que trata das condições e regras para se entrar nesse Reino maravilhoso. Diz: – O primeiro ponto essencial para o cidadão do Reino: HUMILDADE, reconhecimento de que se está sem Deus e reconhece isso. Reconhecer as próprias misérias e pedir a graça de Deus: Segundo passo, ARREPENDIMENTO, mudança de direção. Os que choram são consolados com o perdão dos pecados. Chorar não somente pela própria condição, mas da condição dos demais que não conhecem a Jesus. Terceira condição para habitar no reino dos céus. MANSIDÃO. Submissão e sujeição à autoridade de Cristo. Não é fraqueza, mas força para sujeitar-se. Muitos têm poder para tudo, menos para obedecer, ser manso. FOME ESPIRITUAL, fome e sede espiritual. Desejar o governo de Deus com sua justiça. Isso é só para os que deram os passos anteriores.

Outra lei do reino: MISERICÓRDIA. Trata-se de bondade, simpatia, de compreensão e serviço ao próximo. Está fundamentada na lei da semeadura. Sexto ponto indispensável para o cidadão do reino. PUREZA, santidade; somente os santos verão ao Senhor. PACIFICADOR – Aquele que faz a paz do homem com Deus e de homem com homem. O contrário do espírito de confusão, belicoso. Somente pode ser pacificador aquele que tem vida reconciliada com Deus. Não está sob influência de espírito de confusão. Paz interior. Viciado em confusão. O reino de Deus é para aqueles que sofrem vergonha, perseguição, mentiras e maldades por causa da justiça e do Senhor.

Assim sendo, o acesso ao Reino de Deus é para todos, mas os critérios estão estabelecidos pelo Senhor Jesus que disse: “Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus” (Mt 5.20); e acrescentou: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus”(Mt 7.21). Portanto, para ter acesso ao Reino de Deus é necessário, não só o conhecimento das reais condições, mas vivê-las intensamente no relacionamento como Deus e os homens.

Fonte: http://admossoro.com/artigos.php?id=77


Ana Paula Valadão protesta contra o “evangelho” da prosperidade

16/08/2009

Jesus é muito mais importante do que uma casa própria, um carro do ano, um emprego, uma cura… muito mais do que a nossa própria vida!


Você quer namorar? – Parte Final

16/08/2009

Publicamos neste post a conclusão do material temático da primeira palestra ministrada para os jovens da Assembléia de Deus em Pedrinhas.

1. TÁ PRONTO PARA UM RELACIONAMENTO SÉRIO?

Na adolescência, tudo passa pela cabeça, menos os compro­missos sérios. Sei o quanto é divertido viver apenas para o prazer, mas o que adianta ter alguns momentos de prazer e, depois, uma vida inteira de problemas?

Por outro lado, querer namorar sério quando ainda não se está preparado para isso é fazer a coisa errada na hora errada.

O namoro — namoro de verdade — só faz sentido quando se tem em mente um compromisso bem mais sério: o casamento. E entendo como é difícil para um adolescente pensar em namoro sério.

Sem dúvidas, nessa idade, o “ficar” é muito mais interessante. E os sexólogos de plantão estão por aí dizendo que “ficar” é a melhor coisa. Dizem: “Desde que haja prevenção contra doenças sexual­mente transmissíveis, você pode fazer tudo o que seu coração man­dar”. Mas tenha cuidado com o seu coração!

2. COMO O JOVEM CRENTE DEVE ENCARAR O NAMORO?

Antigamente o conceito de namoro era bem diferente: o casal de namorados limitava-se a pegar na mão e sentar junto no sofá, ou nem isso. Namorava-se na casa dos pais. Na minha época, isso já era diferente… E hoje o conceito secular de namoro é bem mais liberal.

Basta prestar atenção às propagandas referentes ao Dia dos Na­morados para perceber que a ênfase recai no sexo. Para a sociedade moderna, namoro sem sexo não é namoro.

Era comum, antes, os rapazes pedirem ao pai da moça para namorá-la. Agora, tudo se resolve entre eles mesmos, sem que a família saiba.

Como o jovem cristão deve encarar o namoro? Quando maduro, preparado para um relacionamento sério, deve encará-lo com res­ponsabilidade, observando que a palavra “amor” não está contida em “namoro” por acaso. O namoro verdadeiro deve ser vivido por pesso­as que se amam, e não por aquelas que têm atrações passageiras.

A finalidade do namoro é proporcionar um maior conhecimen­to mútuo. Namorar é assumir uma relação fixa diante da família, dos amigos e dos colegas de escola. É ter compromisso, fidelida­de, companheirismo. O namoro deve ter como objetivo o casamento. Esse é o conceito cristão, que difere em “gênero, número e grau” do secular.


EBD: Lição 07 – A chegada do Anticristo

15/08/2009

Dispomos o subsídio teológico para a sétima lição da Escola Bíblica Dominical, aula que se realizará neste domingo (16).

Leitura Bíblica em Classe
1 João 2. 18-26; 2 João 1.7

Introdução:

I.       O espírito do Anticristo no mundo

II.    A pessoa do Anticristo

III. Os Anticristos no mundo


Conclusão:

Palavras-chave: Anticristo

Introdução

Professor, os leitores de 1 João, do primeiro século, viveram nos últimos dias, e nós também. Durante este período, os anticristos aparecerão. Finalmente, pouco antes do fim, um grande anticristo surgirá (Ap 13.19,20). Porém, não precisamos temer estas pessoas perversas. O Espírito Santo nos mostrará seus erros, e assim não seremos enganados. Contudo devemos ensinar a Palavra de Deus, clara e cuidadosamente, aos membros da Igreja do Senhor, especialmente aos mais fracos, de forma que não venham a ser presas para esses ensinadores que “vem”… vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores” (Mt 7.15).

I. O espírito do Anticristo no mundo

• Professor, inicie o tópico explicando que o termo “anticristo” pode ser aplicado tanto ao indivíduo como ao sistema que ele representa.

• Curiosamente, a palavra “anticristo” (gr. antichristos) aparece apenas em 1 João 2. 18-22; 4.3 e 2 João 7. O apóstolo João usou-a no singular (“o Anticristo”) e no plural (“muitos anticristos”). João dá a entender que seus leitores haviam ouvido que o Anticristo viria no futuro. Então, ele os surpreende dizendo que muitos anticristos já tinham vindo. João descreve estes anticristos menores como mentirosos que negam que Jesus é o Cristo (2.22). Neste sentido, anticristo é qualquer falso mestre que nega a Pessoa e a obra de Jesus Cristo. Tais mestres são verdadeiramente anti (contrários a) Cristo.

Em 1 Jo 4.1-3, João nos alerta para provar os espíritos e para nos certificarmos de que estes realmente provêm de Deus. Ele nos adverte de que muitos falsos profetas (Gr. pseudo-profeta) “tem saído pelo mundo afora”. São pessoas que não reconhecem que Jesus vem de Deus. Dentro deste contexto, João anuncia que “o espírito do anticristo […] já está no mundo”.

O Espírito do Anticristo

[…] podemos afirmar, sem medo de errar, que o espírito do Anticristo está em ação. Este espírito anticristão faz todo o possível para rejeitar, negar e questionar a verdade acerca de Jesus Cristo. Ele tem estado em atividade desde o século I d.C., opondo-se ferozmente contra a obra de Jesus na terra.

Os escritores da Bíblia certamente criam que o espírito do Anticristo estava vivo e ativo no primeiro século. Por esse motivo, não lhes causou surpresa a rejeição ao cristianismo, acompanhada de perseguição e até mesmo martírio. Eles estavam convencidos de que a guerra espiritual entre Cristo e o Anticristo já havia começado.

Muitas e remotas referências cristãs ao Anticristo estão presentes no Apocalipse de Pedro, no Didaqué, na Ascensão de Isaías e na epístola de Pseudo-Tito. Também vemos tais referências nos escritos de diversos pais da igreja, como Irineu, Jerônimo e Hipólito. Irineu, que estudou com Policarpo — que, por sua vez, fora discípulo do apóstolo João — , disse que o Anticristo viria como “um apóstata”, personificando a “apostasia satânica”.

Desde o início da era cristã, os crentes sempre estiveram convictos de que um governante mundial, a encarnação de Satanás, em algum momento surgiria. Apocalipse 12,13 apresenta uma “trindade profana” que reúne Satanás (corresponde ao Pai), o Anticristo (corresponde ao Filho) e o Falso Profeta (corresponde ao Espírito Santo). O verdadeiro poder por trás do Anticristo é, portanto, Satanás. O “pai da mentira” é a origem do engodo que condenará multidões ao juízo de Deus (2 Ts 2.11).

II.    Os Anticristos no mundo

O espírito do Anticristo está vivo e em ação. Trata-se da expressão está vivo e em ação. Trata-se da expressão, inspirada por Satanás, de desrespeito e rebeldia contra Deus, contra as coisas de Deus e contra o povo de Deus. Tal espírito está vivo desde que Satanás rondou o jardim do Éden. Ele tem sido a força motriz por trás de toda terrível história da raça humana: guerras, assassinatos, assaltos, estupros, etc. Estas são as repugnantes expressões da natureza destrutiva do próprio grande enganador.

Os autores do Novo Testamento nos asseguram que o espírito do Anticristo já agia em sua época, isto há quase vinte séculos. Ele continuou ativo ao longo de toda a história da Igreja, expressando-se em perseguições, heresias, enganos espirituais, falsos profetas e falsas religiões. Satanás vem combatendo a Igreja a cada passo, esperando pelo momento certo para habitar a pessoa certa — o Anticristo — em sua derradeira obra-prima.

Entretanto, conjecturar-se se certas figuras da atualidade seriam ou não o Anticristo não leva a lugar nenhum. Apenas no século XX, vimos algumas especulações fantásticas e incorretas. Todas são visualizações do futuro a partir do presente. Cada um padece da mesma deficiência: são sempre tentativas incertas baseadas em uma perspectiva limitada. Tragicamente, tais pessoas que propõem datas e apontam possíveis Anticristos afirmam saber mais do que os próprios autores das Escrituras.

O apóstolo Paulo comenta a respeito disso em 2 Tessalonicenses 2.1-12, quando nos diz que o “Dia de Cristo” não virá “sem que antes venha a apostasia e se manifeste o homem do pecado”. Em seguida, ele declarará: “vós sabeis o que detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado” (v.6). Somente após o arrebatamento da Igreja, será revelada a identidade do Anticristo. Em outras palavras, você não quer saber quem ele é. Se algum dia você descobrir quem ele é, significa que foi deixado para trás!

A cada geração, Satanás precisa preparar um homem para ser sua maior realização. Não se surpreenda, portanto, com diversos candidatos aparecendo no horizonte da história humana apenas para desaparecerem logo adiante. Satanás precisa esperar o momento definido por Deus, de forma que ele está derrotado antes mesmo de iniciar seu ataque final. Ele continuará impelido de agir até que Deus retire o poder que o detém; a saber, o Espírito Santo que habita a Igreja. O Espírito, portanto, é o agente; a Igreja, o meio. Dessa forma, Deus retém o plano diabólico de Satanás até que o Pai nos chame para estar com Ele nos céus.

Nesse meio tempo, Satanás aguarda sua oportunidade de arruinar o mundo inteiro e o plano supremo de Deus. Ele pode ser um adversário derrotado, mas está decidido a lutar até o fim. Mesmo agora, segue em frenética atividade, buscando o homem correto para ser o Anticristo.

• O anticristo será o mais notável líder político que o mundo já conheceu. Ele aparentará ser o epítome da inteligência e do poder humano. Artuhur W. Pink escreve: “Satanás teve todas as oportunidades de estudar a natureza decaída do homem […] O diabo sabe muito bem como deslumbrar as pessoas com a sedução do seu poder […] sabe como satisfazer a sede de conhecimento […] Podemos nos deleitar com músicas e deliciar nossos olhos com belezas arrebatadoras […] sabe como exaltar as pessoas ao píncaro da glória e da fama, para, em seguida, usar esta fama contra Deus e seu povo” (Pink, p.77).

Veja a lista abaixo de características do Anticristo, tais quais estão relacionadas nas Escrituras:

1.      Intelectualmente poderoso (Dn 7.20).

2.      Orador impressivo (Dn 7.20).

3.      Mestre político (Dn 11.21).

4.      Possuidor de grandes habilidades comerciais (Dn 8.25).

5.      Gênio militar (Dn 8.24).

6.      Perito administrador (Ap 13.1,2).

7.      Experto em religião (2 Ts 2.4).

Conclusão

Aquele que é chamado de antichristos (“anticristo”) se opõe a Cristo, enquanto que o pseudochristos (“falso Cristo”) afirma ser o próprio Cristo.  A descrição bíblica mostra que ele é ambos. Inicialmente, ele se apresenta como o “salvador” da nação de Israel, firmando uma aliança para protegê-la (Dn 9.27). Dessa maneira, ele aparece ser o messias há muito aguardado. Na verdade, porém, ele se opõe a todas as profecias acerca do verdadeiro Messias.

• Professor, você pode reproduzir a tabela abaixo no quadr-de-giz. Explique aos seus alunos que o contraste entre Cristo e o Anticristo demonstram que ambos são completamente opostos.

CRISTO ANTICRISTO
A Verdade A mentira
O Santo O iníquo
Homem de dores Homem de pecados
Filho de Deus Filho e Satanás
Mistério de Deus Mistério da injustiça
Bom Pastor Pastor inútil
Exaltado nas Alturas Lançado no inferno
Humilha-se a si mesmo Exalta-se a si mesmo
Desprezado Admirado
Purifica o templo Profana o templo
Deu a vida pelas pessoas Mata as pessoas

Fonte: http://www.cpad.com.br/cpad/paginas/sub_licao_007.htm

Saiba mais:

Eis o GRÁFICO DE ESCATOLOGIA BASEADO NAS 70 SEMANAS DE DANIEL

Para ampliar clique na imagem.

http://4.bp.blogspot.com/_zftZPJb3sdU/SoSHpO6tgTI/AAAAAAAAD4M/hfFRDLCg5vI/s1600-h/semdaniel.jpg

Gráfico de Escatologia


Mais uma congregação é alvo administrativo do “Pastor Construtor”

14/08/2009

Se fossemos nomeá-lo chamaríamos de “Pastor Construtor”, pois é exatamente isso que o pastor Antonio Marrocos vem realizando a frente da Assembléia de Deus em Areia Branca.

Conversando com um obreiro local, fui informado da nova empreitada, desta vez o alvo da administração eclesiástica é a congregação Desembargador, situada na rua de mesmo nome.

Segundo informações a intenção arquitetônica do pastor é ampliar e restaurar o templo congregacional. Esta ação chega numa boa hora, pois coincidentemente, semana passada, passamos defronte aquela igreja e percebemos a carência da estrutura.

Oremos por mais esta obra realizada pela administração da nossa igreja, que ao longo 1 anos e meio vem desenvolvendo um ótimo trabalho.


Faz um milagre em mim!

14/08/2009

Outro dia ouvi de um amigo crente a seguinte afirmativa: – “Não se pode mais cantar o hino Faz um Milagre em Mim (Regis Danese)!” Na hora não entendi a razão da proibição de se louvar ao Senhor com o dito hino.

Estando navegando no cyber-espaço na manhã desta sexta-feira (14), deparei-me com o supracitado hino sendo veiculado na rádio web oficial da CGADB – Órgão maior da instituição assembleiana no Brasil – a rádio CPAD. Aí surgiu a pergunta: Pode ou não pode!?

Em termo analítico, chego à conclusão que, a CGADB é maior do que a congregação local, pois é de lá que partem as diretrizes que regem as Assembléias de Deus no Brasil. Então, se CGADB toca…

É certo que por tudo que já ouvi e li, realmente há algumas incoerências teológicas na letra da canção, mas como exigir dos crentes conhecimento teológico para discernir o teor compositivo de uma música se os nossos lideres (boa parte deles) ainda tem uma visão deturpada quanto à teologia, e por incrível que pareça, a maioria nem teologia conhece.

Há ainda outro grupo, obreiros formados teologicamente, porém contrários quanto à prática docente e discente da teologia.

Isto soa como uma tentativa de restringir a informação, coisa que ao meu vê é impossível, visto que atualmente a informação é livre, descentralizada e global, acessível a todos quanto desejem possuí-la.

Observe que não sou defensor do cantor ou da música em questão, porém defendo o direito à liberdade, pois é constitucional. Quanto a proibição, se faz necessário esclarecer a razão doutrinária do “não pode”, pois biblicamente era assim que os cristãos bereanos faziam, analisavam tudo à luz das Escrituras.

Argumentar com clareza, com lucidez e embasado SEMPRE nas Escrituras, pois elas falam muito  mais do que a voz de qualquer um de nós!